transparente link
dematologista taguatinga e aguas claras - whatsapp
clinica popular df transparente-link_otim
dematologista taguatinga e aguas claras - whatsapp 2

Preços Acessíveis!

Pediatria, Ginecologia e Psiquiatra todos os dias. Temos 15 especialidades médicas.

  • CONSULTA MÉDICA
  • PROCEDIMENTOS
  • EXAMES LABORATORIAIS
  • EXAMES DE IMAGEM
  • EXAMES DO CORAÇÃO
  • EXAMES DE CHECK-UP

OU LIGUE

(61) 3471-3400  |  3877-3737

(61) 3877-3750  |  99262-2746

LOCALIZAÇÃO

clinica popular aguas claras - doutor certo google maps

OU LIGUE

3471-3400

3877-3737

3877-3750

99262-2746

Preços Acessíveis!

Pediatria, Ginecologia e Psiquiatra todos os dias. Temos 15 especialidades médicas.

  • CONSULTA MÉDICA
  • PROCEDIMENTOS
  • EXAMES LABORATORIAIS
  • EXAMES DE IMAGEM
  • EXAMES DO CORAÇÃO
  • EXAMES DE CHECK-UP

EXAMES

  • Ecografia – mulheres, homens e crianças
  • USG Transvaginal e outros ginecológicos
  • Exames de sangue
  • Preventivo Papanicolau
  • Doppler
  • Eletrocardiograma
  • Ecocardiograma
  • Mapa/Holter
  • Glicemia
  • Audiometria

EXAMES

  • Ecografia (todas)
  • Transvaginal
  • Exames de sangue
  • Preventivo Papanicolau
  • Doppler
  • Eletrocardiograma
  • Ecocardiograma
  • Mapa/Holter
  • Glicemia
  • Audiometria

O que é a Dermatologia?

A Dermatologia é uma especialidade médica cuja área de conhecimento se concentra no diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças e afecções relacionadas à pele, pelos, mucosas, cabelo e unhas.

É também especialidade indicada para atuação em procedimentos médicos estéticos, cirúrgicos, oncológicos.

Quem é o dermatologista?

O dermatologista é o médico especialista no diagnóstico, tratamento e prevenção de doenças da pele, pelos, mucosas, cabelos e unhas. São mais de 3 mil doenças dermatológicas que afetam a pele de crianças, adultos e idosos.

O dermatologista atua no diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças, além de orientar sobre cuidados gerais, solucionar problemas estéticos e trabalhar na manutenção da beleza da pele. Veja algumas doenças que os dermatologistas tratam: acne (espinhas), alergias, vitiligo, psoríase, queda de cabelos, hanseníase (lepra) e câncer da pele.

O profissional  também é habilitado para tratar de doenças nas mucosas, como afecções na boca, lábios, gengiva, língua e também na área genital. Neste caso enquadram-se as doenças sexualmente transmissíveis (DST) ou doenças venéreas.

Lavar os cabelos não causa queda de cabelo
Muitas vezes os cabelos sofrem de alguma doença, que os deixa solto no couro cabeludo, e o movimento da lavagem os fazem sair nas mãos; entretanto estes fios (já na fase de queda) cairiam mais cedo ou mais tarde. Além do mais, não lavar o couro cabeludo pode causar dermatite seborreica, e eventualmente aumentar a queda de cabelo. Vale lembrar que em condições normais perdemos de 100 a 150 fios por dia, sem caracterizar doença, e esses fios saem na maior parte, durante a fricção do banho.

Raspar os pelos não deixa eles mais grossos
Quando o fio de cabelo é olhado com auxílio de uma lupa, por exemplo, é possível perceber que ele vai afinando das raízes até as pontas. Ao ser raspado, removemos a ponta mais fina, e sua extremidade evidente já sai da pele no diâmetro mais grosso, mas é o mesmo diâmetro que o fio normal teria ao longo do seu comprimento.

As fases da lua não interferem no crescimento ou saúde dos cabelos
Os fios de cabelo são estruturas compostas basicamente de queratina, em outras palavras, são estruturas mortas e, por isso, não tem reprodução celular. A reprodução celular se dá nas raízes, dentro do couro cabeludo, e o fio vai se exteriorizando lentamente. O corte das pontas pode remover pontas duplas, ou um cabelo mais antigo, danificado e eventualmente quebrado, trazendo aspecto mais saudável.

As cutículas são uma barreira de proteção natural contra agentes inflamatórios
Essas estruturas ajudam a evitar que fungos vírus e bactérias entrem em contato com a pele das unhas. Portanto, a remoção da cutícula é sim prejudicial e pode causar doenças nas unhas! Muito cuidado na manicure!

Manchas brancas na pele não é sinal de presença de vermes
Essas manifestações podem significar diferentes condições, como por exemplo: micoses, vitiligo, hanseníase, eczemátides (nas peles alérgicas), e até linfomas.

Cânceres de pele na maior parte das vezes não são pintas feias
As lesões de pele “bonitinhas” também devem ser avaliadas com cuidado, pois os cânceres iniciais simulam pintas normais. As ceratoses seborreicas (manchas senis) são esteticamente mais feias e mais comumente levam as pessoas aos dermatologistas. Visite seu dermatologista para examinar as pintas uma vez ao ano pelo menos.

Alimentos podem aumentar o surgimento de cravos e espinhas
Principalmente os derivados do leite (incluindo whey protein) e alimentos ricos em açúcares; portanto, dieta balanceada é o melhor remédio!

Excesso de lavagem da pele piora oleosidade, cravos e espinhas
Isso porque a pele entende que está ficando ressecada e faz efeito rebote. Então, vamos lavar a pele do rosto de 2 a 3 vezes por dia

O sol não melhora espinhas
Num primeiro momento, pode ter ação levemente antiinflamatória, e o bronzeado também esconde as manchas de acne; porém, passados alguns dias, as manchas de acne se tornam mais pigmentadas, e com a saída do bronzeado, mais evidentes; além disso, o sol causa edema (inchaço) nos poros, que obstruem mais fácil, aumentando cravos e espinhas. Portanto, peles com tendência a acne devem usar filtros solares específicos para elas.

Gestantes podem fazer tratamentos dermatológicos
Muitas pessoas acham que as grávidas não podem usar medicamentos dermatológicos e ácidos, mas existem produtos com segurança comprovada na gestação e amamentação, que não causam danos ao feto. É importante conversar com seu obstetra e consultar um dermatologista, caso necessário.

Usar protetor solar com FPS maior que 30 pode ser mais seguro
Muitos pacientes tem a idéia de que usar filtros solares de FPS maiores que 30 não faz diferença, já que o aumento da proteção é pequeno ao se aumentar o valor do FPS. Realmente a proteção do FPS dos filtros solares não é exatamente proporcional, ou seja, um FPS de 60 não protege o dobro que o de 30, mas sim o tempo que a pessoa demoraria para queimar a pele seria o dobro. Por outro lado, pelo fato de todos nós equivocadamente aplicarmos o filtro solar em quantidades menores que a preconizada e reaplicarmos com pouca frequência, é interessante o uso de um protetor com FPS maior, trazendo mais segurança.

Luzes e calor de eletrodomésticos e lâmpadas podem prejudicar a pele
Principalmente no que diz respeito às manchas! Nesses casos, os filtros solares físicos, com cor de base podem agregar proteção à pele no dia a dia em ambientes fechados.

Usar hidratantes na pele não combate rugas e envelhecimento
Os hidratantes, como o próprio nome já diz, somente hidratam a pele, e podem até deixá-la com aspecto mais bonito e viçoso. Entretanto, para combater o envelhecimento, somente hidratação é insuficiente; é necessário aplicar compostos anti-idade.

Automedicação em dermatologia é algo muito comum e perigoso
Muitas vezes temos o hábito de passar aquela pomadinha que fica na gaveta do banheiro para qualquer lesão de pele que apareça. Isso é ruim porque muitas vezes essas pomadas contém corticoesteroides, que no caso de lesões de pele com microorganismos (fungos, bactérias, vírus), podem piorar a lesão, além de mascarar o formato inicial, dificultando o diagnóstico no futuro. Por isso, em caso de doenças na pele, procure o dermatologista!

Excesso de banho e sabonete pode facilitar o surgimento de coceiras e alergias
Produtos de limpeza profunda e que matam germes podem ressecar muito a pele, causando coceiras e até alergias. Por isso é necessário ter muita prudência nos banhos, evitando os fatores de risco citados, principalmente nas peles secas e sensíveis. Em caso de muito calor e suor, quando houver a necessidade de muitos banhos por dia, nada melhor que uma ducha fresca e rápida, esfregando somente as áreas que realmente suam ou estão sujas!

O que é preciso para se tornar um dermatologista?

É preciso graduar-se em Medicina, curso que compreende seis anos de estudo em período integral. Os médicos formados, para se tornarem especialistas, fazem um curso de especialização ou um curso de residência médica ou de especialização em Serviço Credenciado à SBD. No caso da Dermatologia, o curso dura de três a quatro anos, em período integral.

Nesta etapa, os médicos atendem pacientes e aprendem sobre todo tipo de doença de pele. Familiarizam-se com os tratamentos clínicos, cosmiátricos, laser, oncológicos e cirúrgicos que envolvam a pele e seus anexos. São quase nove mil horas de estudo, apenas na residência, para tornar o médico apto a tratar e diagnosticar as diversas doenças e problemas da pele e de suas extensões.

Ao final desta etapa, o médico necessita registrar-se no Conselho Federal de Medicina (CFM) como especialista em Dermatologia para oficialmente ser considerado especialista.

Existem duas formas de obter a especialização:

  1. Ter concluído um curso de residência em Dermatologia reconhecido pela CNRM (Comissão Nacional de Residência Médica);
  2. Ter concluído especialização em Dermatologia reconhecida pela SBD e ser aprovado em concurso de prova de título e habilidades das Sociedades de especialidades filiadas à AMB (Associação Médica Brasileira). No caso da Dermatologia, a prova de Título de Especialista em Dermatologia da SBD.

Todos os aprovados e os que concluíram a residência devem registrar os certificados nos Conselhos de Medicina de seus estados para obter o chamado Registro de Qualificação de Especialista (RQE). 

SOMENTE COM ESTE REGISTRO O MÉDICO PODERÁ SER CONSIDERADO ESPECIALISTA, SEJA EM DERMATOLOGIA, OU QUALQUER OUTRA ÁREA.