transparente link
fonoaudiologista df - whatsapp
clinica popular df transparente-link_otim
fonoaudiologia df - whatsapp 2

Preços Acessíveis!

Pediatria, Ginecologia e Psiquiatra todos os dias. Temos 15 especialidades médicas.

  • CONSULTA MÉDICA
  • PROCEDIMENTOS
  • EXAMES LABORATORIAIS
  • EXAMES DE IMAGEM
  • EXAMES DO CORAÇÃO
  • EXAMES DE CHECK-UP

OU LIGUE

(61) 3471-3400  |  3877-3737

(61) 3877-3750  |  99262-2746

LOCALIZAÇÃO

clinica popular aguas claras - doutor certo google maps

OU LIGUE

3471-3400

3877-3737

3877-3750

99262-2746

Preços Acessíveis!

Pediatria, Ginecologia e Psiquiatra todos os dias. Temos 15 especialidades médicas.

  • CONSULTA MÉDICA
  • PROCEDIMENTOS
  • EXAMES LABORATORIAIS
  • EXAMES DE IMAGEM
  • EXAMES DO CORAÇÃO
  • EXAMES DE CHECK-UP

EXAMES

  • Ecografia – mulheres, homens e crianças
  • USG Transvaginal e outros ginecológicos
  • Exames de sangue
  • Preventivo Papanicolau
  • Doppler
  • Eletrocardiograma
  • Ecocardiograma
  • Mapa/Holter
  • Glicemia
  • Audiometria

EXAMES

  • Ecografia (todas)
  • Transvaginal
  • Exames de sangue
  • Preventivo Papanicolau
  • Doppler
  • Eletrocardiograma
  • Ecocardiograma
  • Mapa/Holter
  • Glicemia
  • Audiometria

Fonoaudiologia

É o profissional que trabalha com os diferentes aspectos da comunicação humana e com as funções responsáveis pela deglutição, respiração e mastigação

O fonoaudiólogo é o profissional da área de saúde que trabalha com os diferentes aspectos da comunicação humana (linguagem oral e escrita, fala, voz, audição) e com as funções responsáveis pela deglutição, respiração e mastigação. Desenvolve atividades voltadas à promoção da saúde, prevenção, orientação, avaliação, diagnóstico e terapia, e atua em ensino, pesquisa e consultoria. Pode compor equipes com outros profissionais, como fisioterapeutas e psicólogos.

Trabalha nos setores público e privado, em clínicas, consultórios, escolas, hospitais, creches e berçários. Em emissoras de rádio e televisão, auxilia apresentadores e atores na postura da voz. Para exercer a profissão é exigido registro no Conselho Regional de Fonoaudiologia.

Audiologia: elaborar programa de prevenção e promoção da saúde auditiva. Realizar diagnóstico audiológico e reabilitação, e selecionar e adaptar próteses auditivas.

Disfagia: diagnosticar e tratar pacientes com transtornos da deglutição.

Fonoaudiologia educacional: promover, aprimorar e prevenir alterações de linguagem oral e escrita, audição, motricidade orofacial e voz, favorecendo e otimizando o processo de ensino e aprendizagem.

Fonoaudiologia neurofuncional: avaliar, diagnosticar e reabilitar pessoas com alterações neurofuncionais, atuando nas sequelas de danos ao sistema nervoso central ou periférico.

Fonoaudiologia do trabalho: desenvolver programas de conservação auditiva, detectar e diagnosticar riscos fisiológicos em situações reais, e possibilitar a permanência do profissional no trabalho em sua plena capacidade.

Gerontologia: prevenir, avaliar, diagnosticar e tratar os transtornos relacionados a audição, equilíbrio, fala, linguagem, deglutição, motricidade orofacial e voz de idosos.

Linguagem: prevenir, diagnosticar e tratar transtornos na fala e na escrita.

Motricidade orofacial: prevenir, diagnosticar, habilitar e reabilitar funções relacionadas à respiração, sucção, mastigação, deglutição e articulação da fala. Realiza também o aperfeiçoamento dos padrões de fala e estética facial.

Neuropsicologia: prevenir, avaliar, tratar e gerenciar os transtornos que afetam a comunicação humana e sua interface com a cognição.

Saúde coletiva: construir estratégias de planejamento e gestão, e atuar na atenção à saúde a partir do diagnóstico de grupos populacionais.

Voz: prevenir, avaliar, aperfeiçoar e tratar da voz falada e cantada. Auxiliar profissionais, como cantores, jornalistas, atores e professores, na postura vocal em suas atividades.

Pode até não parecer, mas a atuação da fonoaudiologia vai muito além de “ensinar crianças a falar certo”. Segundo o Conselho Regional de Fonoaudiologia, o profissional da área é responsável pelos cuidados da audição, da linguagem oral, da articulação da fala, da voz, da fluência, da leitura e escrita e dos sistemas orofacial e de deglutição, tanto em termos de promoção e prevenção da saúde, quanto com ações de avaliação, diagnóstico, terapia das alterações de tais funções e orientação a familiares, cuidadores e outros profissionais.

Pensando nisso, enumero aqui alguns momentos da vida em que a atuação fonoaudiológica em crianças se faz necessária:

– O fonoaudiólogo que trabalha em maternidades realiza o Teste da Orelhinha e o Teste da Linguinha nos bebês com poucos dias de vida. Há leis nacionais que obrigam a realização dos dois exames para tentar identificar precocemente alterações na audição e no ‘freio’ (frênulo) lingual do bebê. As duas avaliações são rápidas e não causam dor ou prejuízos ao recém-nascido, porém podem ser cobradas nos hospitais da rede particular.

– Quando necessário, um profissional da Fonoaudiologia pode ensinar o bebê a sugar corretamente, o que evitará a pega incorreta e fissuras das mamas da mãe e impossibilitando ou prolongando a amamentação da criança.

– Por inúmeros motivos, algumas crianças não conseguem se alimentar. Listo aqui a dificuldade para deglutir (engolir), aversão à textura sólida, impossibilidade de mastigação… E é aí que o fonoaudiólogo identificará a causa e tratará a alteração específica.

– O seu filho te entende? Mesmo ainda não tendo linguagem expressiva (fala), a criança já deve conseguir compreender algumas ordens simples e brincadeiras (‘dar tchau’, ‘fazer biquinho’). Se você o ensina, mas ele parece não seguir ou entender, talvez seja a hora de buscar uma avaliação fonoaudiológica para seu(a) pequeno(a)!

– Se a linguagem da criança não parece mudar ao longo dos meses e todos começam a questionar quanto às primeiras palavras, procure um profissional. Existe uma ideia (um pouco equivocada) que é possível esperar até 03 anos, mas isso não é verdadeiro para todas as crianças.

– Entre dois e cinco anos de idade, a criança passa a ser um falante fluente. Se após essa idade ainda houver alterações na produção de fala, a intervenção fonoaudiológica se faz necessária. Lembre-se que o pequeno deve estar bem preparado para a fase seguinte, que é a alfabetização.

– Finalizado o processo de alfabetização, seu (a) filho(a) ainda tem dificuldade para ler? Ele é tido como ‘desinteressado’ ou ‘preguiçoso’? Ou dá muito trabalho para fazer a lição? Preste atenção! Algo pode estar acontecendo, como um distúrbio de aprendizagem, de linguagem ou de audição. Um fonoaudiólogo e, em alguns casos, com o apoio de uma equipe multidisciplinar pode ajudar os familiares.

– Todo mundo sabe como a chupeta e a mamadeira são prejudiciais, mas é difícil não oferecer, certo? Não hesite em pedir ajuda profissional para que a retirada aconteça na época correta. Fonoaudiólogos e dentistas podem trabalhar em conjunto com a “fada da chupeta”, Papai Noel e afins…

Gagueira, rouquidão, respiração bucal e má oclusão dentária são outras alterações que precisam ser avaliadas e trabalhadas junto pelos profissionais. Lembrem-se que, quanto antes iniciarem o acompanhamento, melhores e mais rápidos serão os resultados.